Museu do Amanhã

Pesquisadores do LinC/Unifesp são autores de obra do acervo permanente do Museu do Amanhã

Maior museu de ciências da América Latina foi inaugurado para o público no dia 19/12

Pesquisadores do LinC/Unifesp são autores de obra do acervo permanente do Museu do Amanhã

Os pesquisadores do Laboratório Interdisciplinar de Neurociências Clínicas (LinC/Unifesp), sob a liderança do professor Álvaro Machado Dias, são autores de obra do acervo permanente do Museu do Amanhã. Situado no segundo andar do museu, o “cubo das neurociências” (Encephalon) possui 343 metros cúbicos e é coberto por painéis de LED e sonofletores, que projetam um conjunto de animações, retratando de maneira estilizada o cérebro humano em atividade.

“O mais interessante sobre essas animações é o fato de terem sido extraídas do contexto laboratorial, sendo construídas sobre imagens reais do cérebro ou sobre modelos computacionais de seu funcionamento”, diz o professor Dias, que também elaborou materiais escritos para os interativos.

Veja o artigo original
Formulário de Contato